SÉTIMA EDIÇÃO: RALLY CVA-BACKER 2018 Parte 2

10 de dezembro de 2018

Como já virou tradição no Clube de Veículos Antigos de MG, o segundo semestre trouxe um evento de formato mais simples e de baixo custo para os participantes, na grande BH mesmo, o que não impede que tenhamos provas de nível técnico excelente. Contando com 40 inscritos que rapidamente esgotaram as vagas disponíveis, o CVA, em parceria com o Eduardo Cançado, inovou no trajeto, evitando a região de Nova Lima e Ouro Preto e passando por Sete Lagoas, Inhaúma e Pará de Minas, no roteiro que mais exigiu dos pilotos até hoje, trazendo trechos sinuosos com médias altas de velocidade.

                    Briefing antes da largada: sob chuva, a recomendação de redobrar a atenção 

Se, em novembro de 2017, tivemos uma prova com um tempo magnífico após uma semana chuvosa, dessa vez a situação se inverteu, com a chuva castigando os competidores o tempo todo após termos tido uma semana de muito sol em Belo Horizonte, o que não impediu que 32 dos inscritos comparecessem com máquinas maravilhosas que encheram os olhos de quem passava pelo Posto Chefão na hora da largada.

                                                                      Chevrolet 3100 1954…

                         … e BMW E30 1989; os contrastes em um Raid de carros clássicos são fascinantes

Ícones inéditos em eventos do CVA como Ford A Roadster 1929, BMW 325 Coupé 1989, Chevy 3100 1954 e um raro Volkswagen Split-Window 1951 dividiram espaço com os belos e assíduos Impala Coupé 1961, Charger R/T 1979, Mercedes, Alfa Romeo 2300 1975, a exótica Caterham 7 e os indefectíveis Fuscas, Galaxies e Opalas que sempre comparecem.

Interior da Alfa…

… e as clássicas janelinhas dos primeiros Fuscas. Detalhes de um evento marcante sob lentes sensíveis de Johnny Bonneville e Gustavo Meyer .

A chegada no MyBox Selfstorage, depois de 4h sob chuva, acolheu os participantes com o excelente chopp da Backer, que refrescou os ânimos para a cerimonia de premiação, que anunciou o pódio abaixo:
1 – Volkswagen Passat Flash 1.8 1987 – Rodrigo Giordano e Marcel Fernandes
2 – Alfa Romeo 2300 1975 – Geraldo Mesquita e Luís Augusto Malta
3 – MP Lafer 1980 – Bernardo Santana e Eduardo Santana
4 – Mercedes-Benz 500 SL 1992 – Paulo Bernardes e Guilherme Bernardes
5 – Mazda Miata MX-5 1992 – Clemenceau Saliba e Robert Farrer
                                                            
                             Com um belíssimo conjunto, o Passat Flash faturou a prova com 37 pontos perdidos
Instituído no III Raid Estrada Real e muito elogiado pelos puristas, o Troféu Old School, destinado ao competidor melhor colocado sem ajuda de eletrônica, foi para a dupla Clemenceau/Farrer, quinta colocada na classificação geral.
                                                            
                     Tendo faturado dois troféus na prova, o sempre bem colocado Mazda Miata sorri satisfeito
Mais uma vez, coube a Milton Lapertosa faturar o troféu de veículo mais antigo a completar a prova, dessa vez num Fordinho Roadster 1929, primeiro veículo dos anos 20 a fazer uma prova do CVA (o  outro Fordinho que os leitores costumas ver por aqui é de 1931).
                                                          
                   Às vésperas de fazer 90 anos de idade, o Fordinho completou a prova sem um único engasgo
O Troféu Batom, para a mulher que mais se destacou na prova, foi para Bernadete Mansur, que dirigiu, sob verdadeiro dilúvio, o Fusca do marido Jorge com autoridade digna de piloto profissional.
                                                            
                                                    Bernadete e o Fusca: a chuva não intimidou a piloto
O Troféu Espírito Esportivo foi para a dupla Guilherme Almeida/Felipe Luiz, que saíram de Montes Claros na sexta feira, passaram a noite no hospital por causa de comida estragada, chegaram sábado em cima da hora para a largada sob chuva inclemente e, mesmo assim, buscaram um honroso 16o. lugar a bordo do Comodoro 1979.
                                                             
                                                        O Comodoro veio de longe para faturar o troféu
Fazendo justiça a eventos anteriores, em que acabaram preteridos em critérios de desempate para outros carros igualmente espetaculares, os sempre presentes Dodge Charger R/T de Guilherme Machado e Chevy Impala Coupé V8 de Gustavo Lapertosa levaram, respectivamente, os prêmios de Melhor Nacional e Best of Show dessa vez.
                                                             
                                                                   O nacional Dodge Charger R/T…
                                                             
                                 … e o ianque Chevy Impala: troféus mais do que merecidos há muito tempo
E assim, o CVA-MG completa mais um ano honrando suas tradições de colocar os clássicos na estrada. Em breve, publicaremos o resultado geral da prova e os álbuns completos com as fotos do evento.
Por : LUIZ AUGUSTO MALTA .
                                                               Segue abaixo baterias de fotos !

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *